Bem, o pessoal que mais ouviu esta frase na noite passada foi a equipa de La La Land.

Das catorze nomeações, o filme ganhou seis prémios nas categorias Melhor Direção (Demian Chazelle), Melhor Atriz (Emma Stone), Fotografia, Canção Original (“City of Stars”), Design de Produção e Trilha Sonora.

Moonlight arrecadou o mais importante prémio da noite – melhor filme. Mas até esta estatueta, o musical de que mais se fala, queria roubar. 

O erro que nunca antes se tinha visto em oitenta e nove cerimónias deu-se quando por engano La La Land foi anunciado como vencedor na “categoria das categorias” devido a uma troca de envelopes. 

Sem quaisquer necessárias “devoluções” poderam ser entregues os restantes prémios. 

Para além de ser galardoado como Melhor Filme, Moonlight, concedeu também o prémio de Melhor Ator Coajudante a Mahershala Ali. O filme foi também considerado o Melhor Roteiro Adaptado de entre os nomeados. 

O prémio de Melhor Ator ficou com Casey Affleck, de Manchester By The Sea, enquanto Viola Davis arrecadou o prémio de Melhor Atriz Secundária por dar vida a Rose Maxson em Fences. 

Os fãs de Harry Potter devem estar bastante satisfeitos: a saga, já anteriormente nomeada para Óscar, conseguiu agora, através de Fantastic Beasts and Where to Find Them vencer na categoria Melhor Figurino. 

Pela noite fora, estas e outras estatuetas foram entregues. 

Surpresas e polémicas à parte, porque dessas já muito se vai falar por um tempo, talvez seja bom ver um ou outro filme e aproveitar o que a sétima arte de melhor tem para nos oferecer. 

Advertisements